CuriosidadesEntretenimento

Guia de Gírias Brasileiras por Região

guia de gírias brasileiras por região
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

Aprenda novas gírias!

O Brasil é um país de dimensões continentais e, como resultado, possui uma grande diversidade cultural e linguística. Cada região do país desenvolveu suas próprias gírias e expressões coloquiais, que refletem as peculiaridades e características de seu povo. Neste artigo, vamos explorar algumas das gírias mais populares em cada região do Brasil.
.

Gírias Nordestinas:

A região Nordeste do Brasil é conhecida por sua cultura vibrante, suas praias paradisíacas e seu folclore rico. As gírias nordestinas refletem a alegria, o ritmo contagiante e a espontaneidade do povo nordestino. Confira algumas das gírias mais populares:

Abestado: bobo, tolo, leso
Amofinado: aborrecido
Azuretado: confuso
Aluado: que fica no mundo da lua
Barril: quando algo é difícil ou perigoso
Amarrado: pessoa avarenta, mesquinha
Arretado: que é legal, bacana, tudo de bom
Cafuringa: é uma coisa muito pequena
Avexado: que está apressado
Migué: falar algo só para convencer alguém
Acoitar: proteger
Farrapar: marcar um compromisso e faltar
Bizonho: pessoa quando triste, calado
Morgado: desanimado
Apombaiado: nunca entende nada
Mangar: fazer graça com alguém
Sustança: comida que dá força e vigor
Fuzuê: confusão, barulho
Macambúzio: pensativo, tristonho, cabisbaixo
Pagar sapo: passar vergonha
.

Gírias Nortistas:

A região Norte do Brasil é marcada pela exuberância da Floresta Amazônica, pela cultura indígena e pelas tradições ribeirinhas. Suas gírias refletem a conexão com a natureza, a diversidade étnica e a simplicidade do povo nortista. Confira algumas das gírias mais populares:

Égua: expressa espanto, assim como “eita” ou “caramba”
Égua de largura: que tem muita sorte
Gaiato: uma pessoa que gosta de fazer gracinhas
De rocha: pessoa que tem palavra, convicção no assunto
Levou o farelo: morreu
Miudinho: que é bem pequeno
Ixi: serve como exclamação
Moscou: foi pego em flagrante
Borogodó: pessoa que se destaca por alguma coisa
Curumin: menino, garoto
Tubão: soco na cara
.

Gírias Sulistas:

A região Sul do Brasil é conhecida por suas belas paisagens, clima ameno e influências europeias. Suas gírias refletem a influência dos imigrantes europeus, a hospitalidade e a descontração do povo sulista. Confira algumas das gírias mais populares:

Solito: sozinho, sem companhia
Tri: bom, legal, muito maneiro
Cacetinho: pão francês
Dar uma banda: sair, dar uma volta
Alçar a pena: montar no cavalo
Guri e Guria: menino e menina
Bah: é uma expressão usada em diversas situações e no início das frases
Cair os butiá do bolso: se assustar, ficar surpreso com algo
Deitar o cabelo: fugir, cair fora
Esgualepado: ferido, machucado
Guaipeca: cachorro, vira-lata
Lagartear: ficar no sol
Tchê: usado geralmente no fim das frases para chamar atenção
Trovar: chavecar
.

Gírias Sudestinas:

A região Sudeste do Brasil é a mais populosa e desenvolvida do país. É conhecida por suas grandes metrópoles, suas praias famosas e seu estilo de vida agitado. Suas gírias refletem a diversidade cultural, a velocidade e o dinamismo da região. Confira algumas das gírias mais populares:

Bater um rango: comer, matar a fome
Chapar o coco: beber muito
Rolê: sair, dar uma volta, passeio
É fria: diz que algo é perigoso
Quebrado: pessoa sem dinheiro
Só o pó: cansado
Marombado: pessoa que faz musculação, quem é musculoso
Sangue bom: pessoa legal, gente fina
Treta: confusão, briga
Trocar ideia: conversar
Zueira: brincadeira, bagunça
Trem: qualquer coisa, qualquer objeto
Bolado: chateado, decepcionado
Padoca: padaria
.

Gírias Centro-Oestinas:

A região Centro-Oeste do Brasil é caracterizada pela vasta planície do cerrado, pela pecuária e pelas grandes áreas rurais. Suas gírias refletem a conexão com a natureza, a cultura agropecuária e a simplicidade do povo centro-oestino. Confira algumas das gírias mais populares:

Bitelo: algo grande
Empatar: atrapalhar
Abiscoitar: receber dinheiro ou herança
Pé-de-boi: pessoa que é trabalhadora
Perrengue: pessoa está adoentada ou enfraquecida
Arruinou: piorou, ficou pior do que estava
Camelo: bicicleta
Borracho: bêbado
Não dá conta: não consegue fazer algo que precisa ser feito
Patife: alguém medroso, canalha, age na covardia com os outros
Comer na gaveta: se relaciona a uma pessoa que é avarenta, um pão-duro
Descabriado: descontrolado
Bereré: propina, dinheiro ganhado fácil
Ações:

Related Posts