Inteligência ArtificialMarketing Digital

Instagram marca fotos como Criadas por IA

instagram marca fotos como criadas por ia
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

O Instagram recentemente introduziu uma nova funcionalidade para identificar conteúdos gerados por inteligência artificial (IA), mas essa inovação já está gerando controvérsia. Muitos usuários têm reclamado que suas publicações estão sendo marcadas como criadas por IA de maneira indevida, mesmo quando não passaram por nenhuma ferramenta de IA generativa.

Introdução do Rótulo “Criado por IA”

A marcação “Criado por IA” foi lançada pela Meta como uma forma de identificar fotos e vídeos que foram gerados ou editados utilizando inteligência artificial. O usuário tem a opção de adicionar o rótulo antes da publicação, mas o Instagram também possui um sistema automatizado que detecta e aplica a marcação.

Casos de Uso Indevido

Um dos primeiros casos notáveis de uso indevido da marcação ocorreu com o fotógrafo australiano Peter Yan. Ele publicou uma foto de uma montanha nos Stories e recebeu o aviso de que o conteúdo havia sido criado por IA. Yan explicou que apenas utilizou o Adobe Photoshop para realizar algumas edições na imagem. Este incidente chamou a atenção do chefe do Instagram, Adam Mosseri, que entrou em contato com o fotógrafo para entender o que havia acontecido. A Meta ainda não esclareceu o motivo exato desses erros, mas uma hipótese é que o Photoshop possa inserir metadados indicando o uso de IA, o que confunde o algoritmo do Instagram.

Outro caso foi relatado por um usuário do Reddit conhecido como LASLOW01. Ele afirmou que uma imagem 3D criada no Blender foi indevidamente marcada como criada por IA. Segundo ele, nenhuma ferramenta de IA generativa foi usada no processo.

Repercussão e Resposta do Instagram

O episódio ganhou ainda mais atenção quando a montadora Tesla teve fotos de seus carros marcadas com o rótulo de IA. As imagens em questão faziam parte de uma campanha de divulgação da nova pintura Lunar Silver para os veículos da empresa. A marcação indevida gerou bastante repercussão nas redes sociais, principalmente entre os entusiastas da marca e seguidores do perfil oficial da Tesla no Instagram.

Em resposta à marcação equivocada, a Tesla não hesitou em ironizar a situação. Em um post, a empresa comentou: “O prata é tão brilhante que o Instagram marca fotos reais como IA.” A alfinetada não só evidenciou o erro do sistema de detecção do Instagram, mas também serviu como uma forma de engajamento com seu público, transformando um problema potencial em uma oportunidade de interação bem-humorada.

A reação da Tesla destacou uma preocupação crescente entre empresas e profissionais que utilizam plataformas sociais para marketing e comunicação. A marcação incorreta de conteúdo como gerado por IA pode impactar negativamente a percepção do público sobre a autenticidade das postagens. No caso da Tesla, a situação foi contornada com uma resposta espirituosa, mas nem todos os casos podem ser resolvidos de maneira tão eficiente.

Consultado sobre o assunto, o Instagram ainda não se pronunciou oficialmente. As diretrizes da plataforma indicam que a marcação é aplicada quando um conteúdo apresenta “sinais padrão do setor indicando que foi gerado por IA”, incluindo materiais “criados ou editados em ferramentas de IA de terceiros”.

Impacto para Profissionais de Design e Fotografia

As diretrizes do Instagram sugerem que qualquer edição digital significativa pode levar à marcação como IA, o que causa preocupação entre profissionais de design e fotógrafos. Muitos softwares de edição utilizam recursos de IA para ajustes rápidos, mas não alteram a estrutura fundamental da imagem. A aplicação automática do rótulo de IA pode prejudicar a percepção pública do trabalho desses profissionais, levando-os a questionar a precisão e a justiça da nova funcionalidade.

A nova marcação “Criado por IA” do Instagram, embora bem-intencionada, está causando confusão e frustração entre usuários e profissionais. Enquanto a Meta tenta diferenciar conteúdos genuínos de criações de IA, a falta de clareza nas diretrizes e a aplicação automática do rótulo em edições comuns estão gerando um debate sobre os limites da detecção de IA e o impacto sobre a criatividade digital. A empresa precisa ajustar suas ferramentas de detecção e fornecer orientações mais claras para evitar o uso indevido do rótulo e garantir que os profissionais possam continuar utilizando ferramentas de edição sem preocupações indevidas.

Ações:

Related Posts