ReligiãoEstudos Bíblicos

3 dicas de como praticar a paciência

3 dicas de como praticar a paciência
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

Você é religioso? Não? Mas eu ouço muito falar que  “paciência é uma virtude”. Mas o que a Bíblia dos cristãos, diz que realmente algo interessante sobre a paciência e como podemos praticá-la fielmente em nossas vidas cotidianas. Este recurso oferece três dicas encorajadoras para viver a prática da paciência.

Gálatas 5:22-23 (NVI) nos diz “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei.”

Entre os frutos do Espírito, a paciência é uma qualidade que somos chamados a incorporar como crentes. Não apenas a paciência nos ajuda a amar os outros bem — fortalecendo-nos para sermos gentis e graciosos com os outros durante situações frustrantes ou difíceis — mas também nos ensina a confiar em Deus para orientação e direção em nossas vidas e relacionamentos.

No entanto, a paciência não é fácil. Quer estejamos esperando que o Senhor revele os próximos passos em nossa vida ou orando firmemente para que um membro da família ou amigo venha a Cristo há anos — confiar no Senhor para trabalhar em Seu tempo perfeito pode parecer como dar passos tediosos no desconhecido.

À medida que vivemos a prática da paciência, aqui estão algumas dicas para encorajá-lo em sua jornada com o Senhor.

  1. A Prática da Paciência Permite Que Você Ande com Deus na Espera “Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração” Romanos 12:12 (NVI).

Em períodos de espera ativa, seja por algo acontecer em sua vida ou na de outra pessoa, o Senhor nos convida a depender Dele através da paciência. Em épocas de alegria ou provação, podemos nos aproximar de Deus ao nos rendermos a Ele em oração com mãos abertas e confiarmos Nele com Sua cronologia acima da nossa.

  1. A Prática da Paciência Nos Ensina Como Abraçar o Desconforto “Não apenas isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, pois sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança” Romanos 5:3-4 (NVI).

Se você está praticando a paciência, há uma grande chance de que você não esteja confortável. A paciência requer que seguremos a língua quando quisermos falar, fiquemos parados com uma decisão quando quisermos correr e nos apoiemos no desconhecido quando quisermos respostas. No entanto, através do desconforto da paciência, Deus trabalha em nossas vidas para crescer a fé, produzir caráter e nos mostrar como é a verdadeira confiança Nele.

  1. A Prática da Paciência é uma Oportunidade de Oferecer Graça aos Outros “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha” 1 Coríntios 13:4 (NVI).

Muitas vezes, parece que estamos jogando o jogo longo com as pessoas pelas quais estamos orando, esperando que um dia, Deus trabalhará nas vidas de nossos entes queridos. A paciência nos dá a oportunidade de amar os outros bem na espera, mostrando graça e oferecendo segunda chance após segunda chance para aqueles que ainda não conhecem a Deus pessoalmente. Esses momentos nos permitem estender a mesma graça e paciência aos outros que Deus nos estende diariamente.

É importante entender que a prática da paciência vai além do simples ato de esperar passivamente. Envolve um compromisso ativo de confiar em Deus e cultivar uma atitude de contentamento mesmo quando as circunstâncias parecem desafiadoras. Isso pode significar buscar ativamente oportunidades para crescer, aprender e servir enquanto esperamos.

Uma maneira de fortalecer a paciência é desenvolver uma mentalidade de gratidão. Ao reconhecer as bênçãos presentes em nossas vidas, mesmo durante os períodos de espera, podemos encontrar conforto e encorajamento. Além disso, buscar apoio na comunidade de fé pode oferecer suporte emocional e espiritual durante os momentos de espera prolongada.

É importante lembrar que a paciência não é uma qualidade que se desenvolve da noite para o dia. Requer prática constante e uma disposição para confiar no plano de Deus, mesmo quando não entendemos completamente. No entanto, ao abraçar a jornada da paciência, podemos experimentar um crescimento significativo em nossa fé e relacionamento com Deus e com os outros.

Enquanto você continua em sua jornada com Deus e outros, considere esta pergunta: como o Senhor está trabalhando e crescendo você através da prática da paciência em sua vida?

Ações:

Related Posts