ReligiãoCoaching

Ser Cristão: O desastre do submarino Titan OceanGate

ser cristão: o desastre do submarino titan oceangate
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

Olá leitores, recentemente, testemunhamos o trágico desaparecimento do submarino Titan, da OceanGate, durante uma expedição aos destroços do Titanic. O acidente resultou na perda de todas as cinco pessoas a bordo. Além das discussões sobre as causas do incidente, as redes sociais foram inundadas com críticas ao alto valor das passagens, que ultrapassavam um milhão de reais por pessoa, levando a um destino trágico. Contudo, devemos refletir sobre as lições que essa fatalidade pode nos ensinar sobre nossa vida espiritual. Neste artigo, vamos abordar três lições importantes.

Lição 1: Avaliar os riscos de nossas decisões é crucial.
No caso do submarino Titan, a viagem era extremamente arriscada. Descer a quase 4 mil metros de profundidade no Atlântico, enfrentando temperaturas baixíssimas, altas pressões e falta de visibilidade, era um desafio considerável. Além disso, o submersível não estava preparado para essas condições extremas. Todos os passageiros assumiram os riscos ao assinarem um termo de responsabilidade.

Da mesma forma, quando estamos distantes de Deus e tomamos decisões baseadas em impulsos e emoções, corremos o risco de embarcar em uma jornada sem retorno, que pode destruir nossa paz, esperança, família, relacionamentos e até mesmo nossa saúde. É fundamental compreender as consequências que nos aguardam em nossas escolhas. Como diz em Provérbios 3:5-6: “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.”

Lição 2: Investir Sabiamente!
Investir sabiamente é outra lição que podemos extrair desse acontecimento trágico. O alto custo das passagens levantou questionamentos sobre a possibilidade de utilizar o dinheiro de maneira mais proveitosa e segura. Da mesma forma, quando investimos nosso tempo e recursos em coisas e pessoas que podem destruir nossas vidas, estamos agindo de maneira imprudente. Devemos lembrar que o tempo e os relacionamentos passam, mas as marcas que deixamos permanecem.

Portanto, é importante avaliar se nossas ações estão impactando positivamente nossa vida pessoal, física, emocional e, principalmente, espiritual. Viver sem maturidade e ter dinheiro sem sabedoria é uma cilada. O livro de Provérbios nos adverte: “Quem confia em suas riquezas certamente cairá, mas os justos florescerão como a folhagem verdejante” (Provérbios 11:28). Como também diz em Efésios 5:15-16: “Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus.”

Lição 3: Não bastar dizer que é cristão:
Não basta apenas aparentar ser um cristão. Devemos ter as qualidades e virtudes de um verdadeiro seguidor de Cristo. No caso do Titan, foram reveladas diversas falhas técnicas, desde a estrutura do submersível, que não suportava a pressão nas profundezas em que mergulhou, até a falta de regulamentação e equipamentos adequados. Da mesma forma, não basta apenas agir e parecer como um cristão; é necessário viver uma vida cristã autêntica.

Muitas pessoas se apresentam como crentes, se vestem como crentes, cantam e pregam como crentes, mas sua vida pessoal é obscura como as profundezas do oceano. Deus não se preocupa com a aparência externa, mas enxerga o coração. Cristo nos chama para ser o sal da Terra, e aqueles que vivem um cristianismo superficial e falso podem estar distantes de Deus, correndo um risco fatal.

Em 1 Samuel 16:7: “Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a altura da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem. Pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.” Além disso, em Provérbios 4:23, somos instruídos a guardar o nosso coração, pois dele depende toda a nossa vida. Devemos lembrar também que é o Espírito Santo que conhece as intenções do nosso coração e intercede por nós, conforme Romanos 8:27.

Queridos amigos, a tragédia do submarino Titan nos proporciona lições profundas para nossa vida espiritual. Devemos avaliar os riscos de nossas decisões, investir sabiamente nosso tempo e recursos, e não nos contentar em ser meramente cristãos de aparência. Busquemos uma vida genuína com Deus, vivendo segundo Seus princípios e confiando em Sua orientação. Que essas lições inspirem vocês a se tornarem pessoas sábias, seguras de si e repletas do amor de Cristo.

Expresso meu pesar às famílias que perderam seus entes queridos e espero que possamos aprender com essa valiosa lição. Que possamos honrar a memória daqueles que partiram, valorizando cada momento e cultivando relacionamentos significativos. Que essa tragédia nos motive a buscar a paz interior, cuidar uns dos outros e enfrentar os riscos da vida com sabedoria. Que a esperança e a resiliência nos guiem para um futuro melhor, onde a compaixão e o amor sejam fundamentais. Estou solidário a todos afetados por essa perda e desejo que encontrem conforto e paz em meio à adversidade.

Que Deus abençoe você ricamente em sua jornada espiritual.
Eliel Lança

Shares:

Related Posts