ReligiãoCuriosidades

Maçonaria: Origens, Princípios e Influência

maçonaria: origens, princípios e influência
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

Por trás de portas fechadas, em rituais secretos, uma sociedade discreta preserva tradições centenárias. Maçons reúnem-se em templos para compartilhar conhecimentos antigos transmitidos por símbolos e alegorias. Eles juntam-se em uma busca de autoaperfeiçoamento moral e intelectual, seguindo princípios esotéricos ensinados por meio de iniciações e graduações. Esta é a essência da maçonaria, uma ordem que evoca imagens de mistério e poder para muitos.

Com origens obscuras e uma história rica em influência, a maçonaria moderna é herdeira de corporações medievais, imbuída do espírito do iluminismo e das revoluções liberais. Rituais elaborados e caracteres peculiares são mantidos há séculos por gerações iniciadas nos segredos compartilhados dos “irmãos”. Ao mesmo tempo em que desperta fascínio e especulação no imaginário popular, a maçonaria também é alvo de teorias conspiratórias infundadas.

Esta sociedade enigmática e discreta continua relevante na atualidade, reunindo milhões de membros. Mais do que uma relíquia do passado, a maçonaria e suas tradições secretas permanecem vibrantes no presente. Este artigo revela os elementos centrais dessa ordem fraternal, seu legado, mitos e realidades.

O que é a Maçonaria

A Maçonaria é uma sociedade fraternal e discreta, que tem como base princípios éticos, morais e filosóficos. É uma organização iniciática, ou seja, seus membros passam por rituais de iniciação para fazerem parte da fraternidade. Os membros da Maçonaria são chamados de maçons.

Essa instituição é conhecida por suas tradições seculares e rituais simbólicos, que têm origem em guildas de pedreiros da Idade Média. No entanto, a Maçonaria moderna evoluiu para além da associação com a construção de edifícios físicos e se concentra na construção de valores morais e espirituais em seus membros.

A Maçonaria é uma organização universal, presente em muitos países ao redor do mundo, com lojas maçônicas, seus locais de reunião, em diversas cidades. Cada loja maçônica é autônoma e possui uma estrutura hierárquica com diferentes graus de progressão, nos quais os membros podem avançar conforme seu conhecimento e comprometimento com os princípios maçônicos.

Origens da Maçonaria

As origens exatas da maçonaria são obscuras. Uma teoria é que ela evoluiu a partir das guildas medievais de pedreiros, que forneciam proteção e cuidados para os trabalhadores. Os maçons modernos usam simbolismo e imagens das ferramentas de pedreiros.

Os primeiros registros de lojas maçônicas datam do início de 1600 na Escócia. A primeira grande loja foi criada em Londres em 1717. Na década de 1730, a maçonaria se espalhou também para a América e partes da Europa.

As origens da Maçonaria são envoltas em mistério e controvérsia, e há várias teorias sobre como e quando ela teve início. Não há um consenso absoluto entre os historiadores, mas algumas das teorias mais aceitas são as seguintes:

  1. Origens Operativas: Uma das teorias mais antigas e populares sugere que a Maçonaria moderna tem suas raízes nas guildas de pedreiros medievais, conhecidas como “guildas operativas”. Essas guildas eram associações de pedreiros que construíam catedrais, castelos e outras estruturas importantes durante a Idade Média. Com o tempo, essas guildas começaram a admitir membros que não eram pedreiros, como intelectuais e estudiosos, e passaram a incorporar princípios simbólicos e filosóficos.
  2. Maçonaria Especulativa: Outra teoria sugere que a Maçonaria moderna surgiu a partir da transição das guildas operativas para uma organização mais focada em princípios espirituais e filosóficos, conhecida como “Maçonaria especulativa”. Essa transformação teria ocorrido no final do século XVI e início do século XVII na Europa, especialmente na Escócia e na Inglaterra.
  3. Ligações Templárias: Algumas teorias mais especulativas apontam para uma possível ligação entre a Maçonaria e a Ordem dos Cavaleiros Templários, uma ordem militar religiosa que existiu durante a Idade Média. Após a supressão dos Templários no século XIV, acredita-se que alguns de seus membros possam ter se integrado às guildas de pedreiros, contribuindo para o desenvolvimento da Maçonaria.
  4. Origens Míticas: Além das teorias históricas, existem lendas e mitos associados à origem da Maçonaria. Um dos mitos mais conhecidos é o mito de Hiram Abiff, um lendário arquiteto do Templo de Salomão, cuja história é recriada em certos rituais maçônicos.

Princípios da Maçonaria

A maçonaria tem princípios de moralidade e ética, buscando fazer o bem e melhorar a sociedade. Seus rituais e símbolos transmitem lições sobre virtudes como justiça, sabedoria, força e beleza.

Os princípios maçônicos são fundamentais para a fraternidade e guiados por valores morais e éticos. Alguns dos principais são:

  1. Liberdade de Pensamento: A Maçonaria defende a liberdade de expressão e o direito dos indivíduos de terem suas próprias crenças e opiniões, desde que respeitem os direitos dos outros.
  2. Tolerância Religiosa: A Maçonaria acolhe homens de diferentes religiões e crenças, promovendo a convivência harmoniosa entre seus membros, independentemente de suas convicções espirituais.
  3. Fraternidade e Igualdade: Os maçons são considerados irmãos e devem tratar-se com respeito e igualdade, independentemente de sua posição social, raça ou origem.
  4. Amor Fraternal: A Maçonaria incentiva a prática do amor e compaixão entre seus membros, apoiando-se mutuamente em tempos de necessidade.
  5. Busca pela Verdade: Os maçons são encorajados a buscar conhecimento e sabedoria, estimulando o aprimoramento pessoal e intelectual.
  6. Respeito pela Lei e Ordem: Os maçons são instruídos a obedecer às leis do país em que vivem e a agir de maneira justa e ética em suas ações.
  7. Sigilo e Discrição: Alguns aspectos das cerimônias e rituais maçônicos são mantidos em sigilo, com o objetivo de preservar a integridade e a experiência significativa para os membros.

Rituais da Maçonaria

Os rituais da Maçonaria são cerimônias simbólicas e significativas que desempenham um papel central na experiência maçônica. Eles têm como objetivo transmitir ensinamentos morais, filosóficos e espirituais aos membros da ordem. Vale lembrar que, devido à natureza discreta da Maçonaria, muitos detalhes específicos dos rituais são mantidos em sigilo e só são conhecidos pelos membros que passaram por essas cerimônias.

Alguns dos rituais mais importantes da Maçonaria incluem:

  1. Iniciação: O ritual de iniciação é a primeira cerimônia que um candidato passa para se tornar um maçom. Durante a iniciação, o candidato é conduzido por uma série de símbolos e ensinamentos que representam a jornada do aprendizado e do autoaperfeiçoamento.
  2. Elevação de Grau: A progressão na Maçonaria é alcançada por meio da elevação de graus. Conforme o maçom avança, ele participa de cerimônias específicas para cada grau, nas quais novos ensinamentos e responsabilidades são apresentados.
  3. Instalação de Oficiais: Nas lojas maçônicas, os oficiais são eleitos periodicamente para liderar a fraternidade. A cerimônia de instalação de oficiais marca a posse dos novos líderes, e eles assumem suas funções com base em rituais próprios.
  4. Rituais Fúnebres: A Maçonaria tem rituais especiais para honrar e prestar homenagem aos maçons falecidos. Essas cerimônias ressaltam a importância do legado deixado pelos irmãos que partiram.
  5. Cerimônias Comemorativas: Além dos rituais regulares, as lojas maçônicas realizam cerimônias comemorativas em datas especiais, como aniversários da loja, eventos históricos ou homenagens a figuras importantes da Maçonaria.

Os rituais maçônicos são repletos de símbolos e alegorias, que são interpretados de diferentes maneiras por cada maçom, contribuindo para o enriquecimento de sua jornada pessoal dentro da fraternidade. Essas cerimônias reforçam os valores maçônicos, promovendo a união entre os membros e incentivando-os a refletir sobre sua conduta e papel na sociedade.

Organização da Maçonaria

A Maçonaria é uma organização fraterna e discreta, com uma estrutura hierárquica baseada em lojas maçônicas, que são os locais de reunião dos membros. A organização é caracterizada por suas tradições seculares, princípios éticos e filosofia simbólica. Vejamos como a organização da Maçonaria é composta:

  1. Lojas Maçônicas: As lojas maçônicas são os núcleos básicos da organização maçônica. Cada loja é uma entidade autônoma e opera de forma independente, seguindo as diretrizes gerais da Grande Loja ou Grande Oriente do país ou região em que está localizada. Dentro de uma loja, os maçons se reúnem regularmente para realizar suas cerimônias, discussões e atividades.
  2. Oficiais Maçônicos: Cada loja maçônica é liderada por um conjunto de oficiais eleitos ou nomeados. Os cargos variam em diferentes jurisdições, mas algumas posições comuns incluem o Venerável Mestre (o líder da loja), Primeiro e Segundo Vigilantes, Orador, Secretário e Tesoureiro.
  3. Grande Loja ou Grande Oriente: Em cada país ou região, existe uma entidade que supervisiona e coordena todas as lojas maçônicas locais. Essa entidade é geralmente chamada de Grande Loja (em algumas tradições) ou Grande Oriente (em outras). Ela é responsável por estabelecer diretrizes e regulamentos gerais para as lojas sob sua jurisdição.
  4. Graus Maçônicos: A organização maçônica é estruturada em diferentes graus, nos quais os maçons progridem conforme avançam em seus ensinamentos e conhecimentos. Os três principais graus são o Aprendiz, Companheiro e Mestre Maçom. Além desses, existem graus adicionais em várias tradições maçônicas, como os graus filosóficos ou rituais.
  5. Obediências Maçônicas: As lojas maçônicas e Grandes Lojas estão agrupadas em obediências maçônicas. Uma obediência é uma federação ou confederação de lojas que compartilham certos princípios, rituais e filiação. Existem diferentes obediências em todo o mundo, cada uma com suas particularidades e tradições.
  6. Filantropia e Atividades Sociais: Além de suas atividades rituais e filosóficas, a Maçonaria também tem um forte foco em ações filantrópicas e atividades sociais. As lojas e as Grandes Lojas frequentemente se envolvem em projetos de caridade, apoio a instituições beneficentes e ações para o benefício da comunidade.

É importante destacar que a Maçonaria é uma organização baseada em princípios de sigilo, respeito e discrição. Os detalhes de seus rituais e cerimônias são mantidos em segredo e compartilhados apenas com os membros que foram iniciados na fraternidade. O objetivo da organização é promover o desenvolvimento pessoal, a busca pela verdade e a prática de valores morais e éticos em benefício da sociedade como um todo.

Influencia Maçônica

A influência maçônica é um tema que frequentemente gera debate e especulação. A Maçonaria tem sido historicamente associada a várias esferas da sociedade, mas é importante abordar essa influência com base em fatos e contexto histórico.

  1. História e Política: Ao longo da história, muitos líderes políticos e figuras importantes foram membros da Maçonaria. Durante o período das revoluções democráticas, como a Revolução Americana e a Revolução Francesa, alguns líderes maçons desempenharam papéis significativos em movimentos pró-independência. No entanto, é essencial destacar que a Maçonaria não é uma organização política, e a influência de seus membros pode variar consideravelmente.
  2. Filantropia e Caridade: A Maçonaria é conhecida por seu compromisso com a filantropia e a caridade. Muitas lojas maçônicas realizam projetos sociais e apoiam instituições de caridade, visando contribuir para o bem-estar das comunidades em que atuam.
  3. Cultura e Sociedade: A Maçonaria tem uma rica história cultural, com uma ampla gama de simbolismos, cerimônias e rituais que têm influenciado a literatura, a arte e a cultura em geral. Muitos maçons notáveis foram escritores, artistas e intelectuais que deixaram uma marca na história cultural.
  4. Ética e Valores: A Maçonaria enfatiza a busca pela verdade, a fraternidade, a tolerância religiosa e a prática do amor fraternal. Esses valores são difundidos entre seus membros e, quando aplicados no cotidiano, podem ter uma influência positiva nas relações sociais e profissionais.
  5. Comunicação e Networking: A Maçonaria, por ser uma organização fraternal, oferece aos seus membros a oportunidade de estabelecer conexões sociais e profissionais. Essas redes podem ter influência em várias esferas da vida dos maçons, como negócios, educação e carreira.

É importante notar que a influência maçônica não é um conceito unificado, e a extensão dessa influência varia dependendo do país, região e contexto histórico. Algumas vezes, a Maçonaria foi alvo de teorias conspiratórias infundadas, associando-a a influências secretas e negativas na sociedade. No entanto, essas teorias carecem de fundamento e não refletem a realidade da maioria das lojas maçônicas, que são organizações que buscam promover valores éticos e contribuir para o bem comum.

Curiosidades Maçônicas

  1. A origem do aperto de mão maçônico vem do ritual de aprendiz, quando o novo membro apertava a mão do mestre para jurar sigilo.
  2. O uso de aventais pelos maçons é uma referência aos aventais de couro dos antigos construtores de catedrais. As cores e símbolos variam com os graus e posições.
  3. Vários símbolos maçônicos aparecem em cédulas do dólar americano. Isso porque muitos pais fundadores dos EUA eram maçons proeminentes.
  4. O olho que tudo vê dentro de um triângulo, um famoso símbolo maçônico, aparece na pirâmide da nota de 1 dólar.
  5. Existem diversas teorias conspiratórias envolvendo a maçonaria, como suposto controle do governo, mídia e sistema financeiro. Nenhuma comprovada.
  6. Lojas maçônicas possuem nomes peculiares como “Ordem do Caos” e “Filhos do Fogão”. Também usam códigos numéricos e siglas.
  7. Para entrar, os membros precisam jurar defender os segredos da ordem até a morte se preciso. Expulsões por quebra do juramento são raras.
  8. O escritor Mozart e o revolucionário Simón Bolívar foram maçons famosos. Recentes incluem o astronauta Buzz Aldrin e o cantor Bob Dylan.
  9. A maior organização maçônica do mundo é a Grande Loja Unida da Inglaterra, com mais de 200 mil membros em lojas.
Shares:

Related Posts