Poesia e ArteDicas

Lista com trava-línguas para você brincar!

lista com trava-línguas para você brincar!
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

Quem não gosta de brincadeiras que deixam todos em clima de festa? Algumas brincadeiras têm esse poder de divertir várias pessoas ao mesmo tempo, além de poderem ser usadas como forma de gincana, competição e interação entre amigos e pessoas.

Os trava-línguas são uma dessas brincadeiras que podem ser usadas nas escolas como atividades pedagógicas e lúdicas para entretenimento dos alunos, bem como para competições. Também podem ser utilizados como forma de aperfeiçoamento da língua, uma vez que são difíceis de serem pronunciados pela maioria das pessoas.

Segundo a Wikipédia, “trava-línguas é um conjunto de palavras formando uma frase que seja de difícil pronunciação. Os trava-línguas, além de aperfeiçoarem a pronúncia, servem para divertir e provocar disputa entre amigos. São embaraçosos, provocam risos e alegria.”

Tendo em vista que essa pode ser uma atividade de grande auxílio para a educação infantil e ensino fundamental, trazemos aqui uma seleção de algumas trava-línguas para ser trabalhada em salas de aula, bem como em outras atividades fora da escola.

Nesta seleção, colocamos os mais fáceis e menores primeiro, deixando os mais complicados e longos para o final. Assim, você poderá ir subindo de nível à medida que os mais fáceis forem sendo superados.

Exemplos curtos de trava língua!

  1. O rato roeu a roupa do rei de Roma.
  2. Três tigres tristes para três pratos de trigo.
  3. Sabia que o sabiá sabia assobiar?
  4. Pedro tem o peito preto, o peito de Pedro é preto.
  5. Um limão, um limoeiro, um limão na mão, outro no chapeiro.
  6. Três pratos de trigo para três tigres tristes.
  7. A aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha.
  8. Se o padre papasse papa, se o papa papasse pão, o papa padaria o papo e o padre paparia o pão.
  9. A sábia não sabia que o sábio sabia que o sabiá sabia assobiar.
  10. Três pratos de trigo para três tigres tristes.

Divirta-se praticando esses trava-línguas!

Exemplos mais longos de trava língua!

  1. O peito do pé de Pedro é preto, o pé do peito do Pedro é preto. Quem disser que o peito do pé de Pedro não é preto, tem o peito do pé mais preto que o peito do pé de Pedro.
  2. Três pratos de trigo para três tigres tristes. Tristes tigres trigo trincam três pratos.
  3. Em rápido rapto, um rápido rato raptou três ratos sem deixar rastros.
  4. A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada.
  5. O doce pergaminho do tigre traz o triste tigre que traga um doce pergaminho.
  6. A sábia não sabia que o sábio sabia que o sabiá sabia assobiar.
  7. Três pratos de trigo para três tigres tristes. Tristes tigres trigo trincam três pratos de trigo.
  8. O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo quanto tempo o tempo tem.
  9. A babá boba bebeu o leite do bebê.
  10. O rato roeu a roupa do rei de Roma, mas o rei, revoltado, resolveu remendar a roupa roída pelo rato roedor.

Esses trava-línguas são um pouco mais desafiadores. Divirta-se tentando pronunciá-los corretamente!

Exemplos de histórias curtas de trava língua!

  1. Em uma pequena cidade, vivia um pescador chamado Pedro, que tinha um pé preto e outro pé branco. Um dia, enquanto pescava no rio, encontrou três tigres tristes tentando trincar três pratos de trigo. Pedro ficou tão impressionado com a cena que começou a cantar: “Tristes tigres trigo trincam três pratos”. Os tigres, confusos com o trava-língua, decidiram deixar os pratos de lado e partiram em busca de um doce pergaminho.
  2. Na floresta encantada, vivia uma aranha esperta chamada Clarice, que adorava tecer suas teias. Certo dia, ela encontrou uma rã que também gostava de desafios linguísticos. Clarice propôs: “Aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha”. A rã, com sua língua ágil, respondeu prontamente: “Rã arranha a aranha. Aranha arranha a rã”. Assim, as duas se tornaram grandes amigas e continuaram suas aventuras pela floresta.
  3. Era uma vez um padre chamado Pedro, que tinha uma papagaia muito falante chamada Amélia. Amélia tinha o dom de repetir qualquer palavra que ouvia, mas tinha dificuldade em pronunciar trava-línguas. Um dia, o padre decidiu desafiar a papagaia e disse: “Se o padre papasse papa, se o papa papasse pão, o papa padaria o papo e o padre paparia o pão”. Amélia, com seu bico engraçado, tentou repetir a frase várias vezes, até que finalmente conseguiu pronunciá-la corretamente. O padre e a papagaia comemoraram juntos essa conquista.
  4. Em um país distante, vivia um rei chamado Roberto, que era conhecido por sua roupa extravagante. Certo dia, um rato esperto chamado Ricardo roeu a roupa do rei. Furioso, o rei convocou uma assembleia para resolver o caso. Todos os presentes foram desafiados a contar uma história com trava-línguas para distrair o rei. A história mais impressionante foi contada por uma sábia chamada Sabrina: “A sábia não sabia que o sábio sabia que o sabiá sabia assobiar”. O rei, encantado com o trava-língua, esqueceu completamente da roupa roída e premiou Sabrina como a nova contadora de histórias do reino.
  5. Em uma cidadezinha do interior, havia um doceiro chamado Pedro Paulo, famoso por seus deliciosos doces de limão. Um dia, Pedro Paulo decidiu participar de uma competição de trava-línguas. Ele pegou um limão na mão e outro no chapeiro e começou a recitar: “Um limão, um limoeiro, um limão na mão, outro no chapeiro”. As pessoas ao redor ficaram impressionadas com a habilidade de Pedro Paulo em pronunciar o trava-língua e logo suas docerias foram tomadas por uma multidão que queria provar seus famosos doces de limão.
  6. Em uma viagem pelo mar, um marinheiro chamado Pedro encontrou um barco cheio de bananas. Decidido a levar as bananas para a cidade, ele começou a recitar: “O barco branco do Pedro vai bater na bananeira, a bananeira bamba balança, o barco branco do Pedro balança”. Enquanto repetia o trava-língua, Pedro teve que enfrentar as ondas turbulentas e garantir que as bananas não caíssem ao mar. Com muita destreza, ele conseguiu chegar à cidade com as bananas intactas e foi recebido como herói.
  7. Em uma fazenda no campo, vivia uma cabra malhada chamada Malu. Ela tinha uma vizinha, uma vaca malhada chamada Valentina. As duas viviam em uma disputa amigável e adoravam se desafiar com trava-línguas. Em um desses desafios, Malu propôs: “A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada”. Valentina, não se deixando intimidar, respondeu prontamente: “A vaca molhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada”. As duas continuaram a brincadeira e se divertiram muito com suas tentativas de pronunciar o trava-língua.
  8. Em uma cidade cheia de mistérios, um detetive chamado Pedro precisava solucionar um caso intrigante. Ele descobriu que o culpado era um ladrão chamado Léo, conhecido por sua agilidade. Para capturá-lo, Pedro utilizou um trava-língua: “O ladrão Léo lá fora lhe atormenta, logo Léo, logo Pedro o prende”. Com a ajuda do trava-língua, o detetive conseguiu prender o ladrão e devolver a tranquilidade à cidade.
  9. Em um jardim encantado, havia uma flor mágica chamada Amélia. Ela tinha o poder de cantar trava-línguas e encantar todos ao seu redor. Certo dia, uma abelhinha curiosa chamada Melinda se aproximou e desafiou a flor: “Flor mágica Amélia, cante um trava-língua que ninguém conheça”. Amélia, com sua voz suave, começou a cantar: “Em um rápido rapto, um rápido rato raptou três ratos sem deixar rastros”. A abelhinha ficou tão encantada que saiu voando pelo jardim, cantando o trava-língua para todos que encontrava.
  10. Em um reino distante, havia uma princesa chamada Mariana, conhecida por sua eloquência. Certo dia, ela estava entediada no castelo e decidiu animar a todos com uma competição de trava-línguas. A princesa começou com um desafiador trava-língua: “O tigre traz o triste tigre que traga um doce pergaminho”. Os membros da corte se esforçaram para repetir corretamente, mas apenas Mariana conseguiu realizar o trava-língua com perfeição. Ela recebeu aplausos de todos e se tornou a campeã da competição, deixando o castelo cheio de risadas e diversão.
Shares:

Related Posts