Plantas MedicinaisDicas

10 plantas medicinais para plantar em casa

10 plantas medicinais para plantar em casa
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

Ter plantas medicinais no quintal ou em vasos traz, sem dúvida, muitos benefícios para a saúde. Além de embelezar o ambiente, essas plantas são aliadas naturais para tratar diversas condições de saúde. A seguir, apresentaremos informações sobre como cultivar corretamente 10 espécies úteis de plantas medicinais e colher seus efeitos terapêuticos:

1. Camomila

A camomila (Chamomilla recutita) tem ação calmante e anti-inflamatória. Para cultivar, semeie as pequenas sementes em vaso médio com substrato fértil e bem drenado, mantendo ao sol pleno e regas frequentes. Espaçamento de 20 cm entre mudas. Colha as flores secas, de preferência no período da manhã, para preparo de chás sedativos. Dose: 1 colher de sopa das flores secas para 1 xícara de água quente, 3 xícaras ao dia.

2. Hortelã

A hortelã (Mentha spp.) melhora a digestão e cefaleia. Plante mudas adquiridas em mercados especializados, em canteiros com sol pleno e regas diárias. Adube semanalmente com composto orgânico. Espaçamento de 40 cm entre mudas. Colha as folhas mais novas para uso em chás digestivos ou para temperar alimentos. Dose: 3 folhas frescas picadas para 1 xícara de chá, 3 xícaras/dia.

3. Erva-cidreira

Calmante e refrescante, a erva-cidreira (Melissa officinalis) prefere meia-sombra, solo rico em matéria orgânica e regas moderadas. Plante mudas em vaso grande. Espaçamento de 30 cm entre mudas. Colha ramos com folhas e flores para preparo de infusões calmantes. Dose: 1 colher de sopa das folhas secas para 1 xícara de água quente, 3 xícaras/dia.

4. Manjericão

O manjericão (Ocimum basilicum) ajuda na digestão. Plante as mudas em canteiros ao sol pleno, regando diariamente e adubando semanalmente. Deixe 40 cm entre mudas. Colha as folhas antes da floração para uso fresco na culinária. Chás: 3 folhas frescas picadas para 1 xícara de água quente.

5. Alecrim

O alecrim (Rosmarinus officinalis) melhora memória e concentração. Necessita de pelo menos 6 horas de sol direto por dia. Plante no jardim ou vaso grande com boa drenagem, regando com moderação. Para chás, colha galhos com folhas a qualquer época. Dose: 1 colher de sopa das folhas secas para 1 xícara de água quente, 1 a 2 xícaras/dia.

6. Guaco

O guaco (Mikania glomerata) é um expectorante natural. Plante mudas a pleno sol, com espaço para crescer. Colha as folhas mais velhas para preparo de xaropes ou chás para tosse e gripe. Dose: 1 colher de sopa das folhas secas para 1 xícara de água, 3 xícaras/dia.

7. Losna

A losna (Artemisia absinthium) combate aftas e feridas na boca. Cultive no jardim em meia-sombra. Espaçamento de 40 cm entre mudas. Colha folhas e flores para preparo de bochechos anti-inflamatórios. Dose: 1 colher de sopa das folhas secas para 1 xícara de água fervente.

8. Erva-doce

A erva-doce (Pimpinella anisum) ajuda na digestão e cólicas intestinais. Semeie diretamente no jardim, preferindo locais ensolarados e regas frequentes. Colha as folhas para uso como tempero ou em infusões. Dose: 1 colher de sopa das folhas secas para 1 xícara de água quente, 3 xícaras/dia.

9. Boldo

O boldo (Peumus boldus) estimula a produção de bile. Exige solo bem drenado e no mínimo 4 horas de sol por dia. Plante no jardim ou vaso grande. Colha as folhas para chás – uso moderado e evitar na gravidez. Dose: 1 colher de chá das folhas secas para 1 xícara de água, 1 xícara/dia.

10. Babosa

A babosa (Aloe vera) é cicatrizante e hidratante. Cultive em local ensolarado, regando pouca água. Colha as folhas mais velhas da base, retirando o gel para uso tópico. Dose: aplicar o gel diretamente sobre a pele 1 a 2 vezes ao dia.

Siga as recomendações de cada planta medicinal para obter ótimos resultados. Informe-se também sobre possíveis efeitos colaterais antes de usar.

Lembre-se de pesquisar as necessidades específicas de cada planta e de utilizar métodos de cultivo orgânicos, evitando o uso de pesticidas e herbicidas químicos. Com essas dicas, você poderá cultivar suas próprias plantas medicinais em casa, usufruindo de seus efeitos terapêuticos e transformando seu espaço em um verdadeiro jardim de saúde e bem-estar.

Shares:

Related Posts