CriptomoedaInformática

25 criptomoedas mais utilizadas no mundo em 2023

25 criptomoedas mais utilizadas no mundo em 2023
TRABALHE NA INTERNET

Ganhe uma renda extra trabalhando pela internet

Descubra como aumentar seus rendimentos realizando tarefas simples no conforto de sua casa. Junte-se a milhares que já estão aproveitando estas oportunidades.

Saiba mais

Com as criptomoedas se tornando cada vez mais populares, muitas pessoas estão buscando alternativas para as moedas tradicionais. No entanto, com tantas opções disponíveis, pode ser difícil entender qual criptomoeda escolher e onde comprá-la. Neste artigo, vamos listar as 25 criptomoedas mais utilizadas no mundo, bem como fornecer informações detalhadas sobre cada uma delas.

Bitcoin (BTC)

Lançada em 2009, o Bitcoin é a primeira e maior criptomoeda em termos de capitalização de mercado. Foi criado com o objetivo de servir como um meio de pagamento descentralizado e sem intermediários, permitindo que as pessoas realizem transações diretamente entre si. O Bitcoin é amplamente aceito em lojas online e físicas ao redor do mundo.

Ethereum (ETH)

Lançada em 2015, a Ethereum é uma plataforma descentralizada que permite a criação de aplicativos e contratos inteligentes baseados em blockchain. O Ether (ETH) é a criptomoeda nativa da plataforma Ethereum, usada para pagar as taxas de transação necessárias para executar operações e contratos na rede. A Ethereum tem como objetivo fornecer soluções escaláveis e seguras para aplicativos descentralizados.

Binance Coin (BNB)

A Binance Coin (BNB) é a criptomoeda nativa da exchange de criptomoedas Binance. É usada para pagar as taxas de negociação na plataforma Binance e para participar de ofertas iniciais de moedas (ICOs). A Binance Coin também é aceita em várias outras lojas e serviços online.

Ripple (XRP)

Lançada em 2012, a Ripple é uma plataforma voltada para o mercado financeiro que visa facilitar transferências de dinheiro mais rápidas e baratas. O XRP é a criptomoeda nativa da plataforma Ripple, usada para liquidar transações entre diferentes moedas fiduciárias e digitais.

Dogecoin (DOGE)

Criada em 2013 como uma piada, a Dogecoin se tornou popular recentemente devido à sua grande comunidade de fãs e às campanhas de marketing agressivas. A Dogecoin é uma criptomoeda descentralizada e usada para pagar por bens e serviços em várias lojas online.

Cardano (ADA)

Lançada em 2017, a Cardano é uma plataforma blockchain que visa fornecer soluções escaláveis e seguras para aplicativos descentralizados. A ADA é a criptomoeda nativa da plataforma Cardano, usada para pagar as taxas de transação necessárias para executar operações na rede.

Polkadot (DOT)

Lançada em 2020, a Polkadot é uma plataforma blockchain que permite a interoperabilidade entre diferentes blockchains e aplicativos descentralizados. A DOT é a criptomoeda nativa da plataforma Polkadot, usada para governança e pagamentos dentro da plataforma.

Bitcoin Cash (BCH)

Criada em 2017, o Bitcoin Cash é uma versão modificada do Bitcoin, projetada para permitir transações mais rápidas e baratas. O BCH é usado para pagamentos em lojas online e físicas ao redor do mundo.

Chainlink (LINK)

Criada em 2017, a Chainlink é uma plataforma que conecta blockchains com fontes externas de dados em tempo real. O LINK é a criptomoeda nativa da plataforma Chainlink, usada para pagar por serviços de oracle (serviços de integração com dados externos).

Litecoin (LTC)

Criada em 2011, a Litecoin é uma moeda digital semelhante ao Bitcoin, mas com tempos de confirmação de transações mais rápidos e taxas de transação mais baixas. A LTC é usada para pagamentos em lojas online e físicas ao redor do mundo.

Stellar (XLM)

Criada em 2014, a Stellar é uma criptomoeda usada para facilitar transferências de dinheiro internacionais com rapidez e eficiência. A XLM é usada em vários aplicativos descentralizados baseados na plataforma Stellar, bem como para pagamentos em lojas online e físicas ao redor do mundo.

Tether (USDT)

Criada em 2014, a Tether é uma criptomoeda atrelada ao dólar americano, projetada para fornecer estabilidade aos investidores em criptomoedas. A USDT é usada como uma alternativa às criptomoedas voláteis, permitindo que os usuários negociem em dólares americanos sem a necessidade de usar bancos tradicionais.

VeChain (VET)

Criada em 2015, a VeChain é uma plataforma blockchain voltada para a gestão da cadeia de suprimentos e rastreabilidade de produtos. A VET é a criptomoeda nativa da plataforma VeChain, usada para governança e pagamentos dentro da plataforma.

Solana (SOL)

Lançada em 2020, a Solana é uma plataforma blockchain de alto desempenho que visa fornecer soluções escaláveis para aplicativos descentralizados. O SOL é usado para pagar as taxas de transação na rede Solana e também é usado para governança dentro da plataforma.

EOS (EOS)

Lançada em 2018, a EOS é uma plataforma blockchain voltada para o desenvolvimento de aplicativos descentralizados. O EOS é usado para pagar as taxas de transação e recursos necessários para executar operações na plataforma EOS.

Uniswap (UNI)

Lançada em 2018, a Uniswap é uma plataforma de troca descentralizada baseada na blockchain Ethereum. O UNI é a criptomoeda nativa da plataforma Uniswap, usada para governança e pagamentos dentro da plataforma.

Theta Token (THETA)

Lançada em 2018, a Theta Token é uma plataforma de streaming de vídeo descentralizada baseada em blockchain. O THETA é usado para pagar por serviços na plataforma Theta e também é usado como reserva de valor.

Cosmos (ATOM)

Criada em 2019, a Cosmos é uma plataforma blockchain que permite a interoperabilidade entre diferentes blockchains e aplicativos descentralizados. O ATOM é a criptomoeda nativa da plataforma Cosmos, usada para governança e pagamentos dentro da plataforma.

Internet Computer (ICP)

Lançada em 2021, a Internet Computer é uma plataforma blockchain projetada para oferecer um ambiente de computação descentralizado e seguro. O ICP é usado para pagar as taxas de transação e recursos necessários para executar operações na plataforma Internet Computer.

Aave (AAVE)

Criada em 2017, a Aave é uma plataforma de empréstimo descentralizada baseada em blockchain. O AAVE é usado como um token de governança na plataforma e também pode ser usado para pagar as taxas de transação.

Algorand (ALGO)

Lançada em 2019, a Algorand é uma plataforma blockchain de alto desempenho projetada para fornecer soluções escaláveis para aplicativos descentralizados. O ALGO é usado para governança e pagamentos dentro da plataforma.

Bitcoin SV (BSV)

Criada em 2018, o Bitcoin SV é uma versão modificada do Bitcoin, projetada para permitir maior escalabilidade e capacidade de processamento de transações. O BSV é usado como uma alternativa ao Bitcoin em lojas online e físicas ao redor do mundo.

Avalanche (AVAX)

Lançada em 2020, a Avalanche é uma plataforma blockchain que permite a interoperabilidade entre diferentes blockchains e aplicativos descentralizados. O AVAX é usado para governança e pagamentos dentro da plataforma Avalanche.

Filecoin (FIL)

Lançada em 2017, a Filecoin é uma plataforma de armazenamento de arquivos descentralizada baseada em blockchain. O FIL é usado para pagar pelos serviços de armazenamento de arquivos na rede Filecoin.

PancakeSwap (CAKE)

Lançada em 2020, a PancakeSwap é uma plataforma de troca descentralizada baseada na plataforma Binance Smart Chain. O CAKE é a criptomoeda nativa da plataforma PancakeSwap, usada para governança e pagamentos dentro da plataforma.

É importante lembrar que investir em criptomoedas envolve riscos e volatilidade de preços, portanto, os investidores devem sempre realizar sua própria pesquisa antes de tomar qualquer decisão de investimento. Além disso, as informações fornecidas neste artigo podem estar desatualizadas à medida que novas criptomoedas são lançadas e a situação do mercado muda.

Ao escolher uma criptomoeda para investir, é importante considerar fatores como sua reputação no mercado, seu objetivo e utilidade na plataforma, o histórico de preços e sua perspectiva futura. É também importante escolher uma corretora de criptomoedas confiável e segura para comprar e armazenar suas criptomoedas.

No geral, as criptomoedas têm o potencial de revolucionar o sistema financeiro tradicional, permitindo transações mais rápidas, seguras e baratas. No entanto, ainda há muitas incertezas e desafios que a indústria precisa superar antes que as criptomoedas se tornem amplamente adotadas.

Shares:

Related Posts